Mensagem psicográfica recebida na reunião mediúnica da FEB em 06 de maio passado, assinada por Leopoldo Machado e vários companheiros da Caravana da Fraternidade, alertando-nos sobre a responsabilidade das Entidades Federativas e Centros Espíritas em relação aos jovens.

Prezados Companheiros de Ideal Cristão, Deus nos ampare.

O momento atual, como sabido, é de extrema gravidade para todo o Planeta, que se agita nos estertores naturais da transformação gradual e seletiva pela qual passa.

Todos nós, encarnados e desencarnados, sofremos o reflexo de tal contexto, sendo certo que a Humanidade encarnada recebe com mais vigor o reverberar do pesado choque de interesses, vibrações e atitudes que simbolizam o avanço do Bem sobre o Mal, traduzindo tão somente ignorância e resistência aos divinos desígnios.

Nesse panorama que se desenha ante nossos olhos, precisamos, no Movimento Espírita, conjugar todos os esforços no amparo aos irmãos e irmãs que chegam às Casas Espíritas do país, carentes
de atenção, consolo, carinho e esclarecimento.

Naturalmente, no acervo doutrinário legado por Jesus – detalhado na Codificação de Allan Kardec e ampliado nas centenas de obras materializadas na Terra pelas mãos operosas de Chico Xavier -
possuímos todos os recursos necessários, no plano teórico, para traçar estratégias quanto aos sérios empreendimentos que nos cabem em tal sagrado mister.

Todas as áreas do Centro Espírita, e mesmo das entidades federativas, necessitam reavaliar suas estruturas, conceitos e metodologias de ação para o atendimento efetivo à grande massa
humana que buscará – como tem buscado – respostas para suas angústias, incertezas e necessidades no Cristianismo Redivivo, amplamente divulgado neste ano de 2010, marco da nova fase na divulgação doutrinária.

Todas as criaturas, evidentemente, merecem atenção e encaminhamento neste quadro, mas cumpre assinalar nossa grande preocupação com os
espíritos reencarnados na fase juvenil, hoje tão complexa ante os diversos fatores que se conjugam na educação e na formação daqueles mal saídos da infância, que deparam, comumente, com o despreparo da sociedade para conduzi-los.

A juventude atual, os rapazes e moças de nosso querido Brasil, precisam ser reapresentados a Jesus, com a pedagogia adequada a sua idade mental especialmente.

A mocidade espalhada pela imensa Seara de Ismael – as terras brasileiras – precisa ser acolhida com doçura, envolvida nas vibrações serenas que a Casa Espírita lhe pode propiciar, e, principalmente, ser encaminhada ao estudo libertador associado à prática fixadora dos conceitos
adquiridos nos estudos espíritas.

Devemos preparar, com determinação, de maneira delicada, porém firme, essas almas que hoje envergam o traje carnal na forma juvenil, mas que, em verdade, como nós, são espíritos vividos, viajantes do tempo na longa jornada da evolução.

Criemos as condições específicas, e os Mentores Amigos especialistas na Educação Juvenil, pela inspiração, auxiliarão no planejamento de atividades voltadas para essa coletividade de
irmãos e irmãs que, se não forem envolvidos no tempo oportuno pelo Movimento Espírita, certamente serão tragados pelas variadas correntes desequilibrantes que ainda campeiam na Terra.

Possamos nós, então, independentemente da nossa localização na estrutura orgânica do Trabalho Federativo, pouco importando a área ou setor, mobilizar recursos de toda natureza para agrupar nossos queridos jovens sob as asas cariciosas do Anjo Ismael.

Fraternalmente,
Leopoldo Machado e outros companheiros da
Caravana da Fraternidade
(Mensagem psicografada pelo médium Ricardo Silva – FEB, 6.5.2010

Joel em maio 31st, 2010 | Categoria: Textos | Sem Comentários -